O candidato gay

Em 1998 estava em Maceió, em plena campanha eleitoral. Para minha surpresa, o Estado de Alagoas – que é considerado o cafundó mais atrasado do país, disputando com o Piauí em todas as categorias de subdesenvolvimento – tinha um candidato a governador gay, apoiado por uma prefeita idem.

A cidade toda sabia, o fato já havia sido explorado pelos jagunços da direita, sem efeito prático. Pra completar, a chapa do candidato escolheu uma brava liderança petista para disputar o senado.
Todos estavam no campo da esquerda (PSB e PT) e combatiam os usineiros e a família Collor.
Conversando com um vendedor de coco na praia, ouvi a explicação cristalina:
– Ele é boiola, mas é macho! Vai ganhar porque enfrenta esses bandido e tá do lado do povo!
Ronaldo Lessa foi eleito e Heloísa Helena virou senadora. Kátia Born concluiu seu mandato sem maiores questionamentos.

Vivenciar aquele clima de eleição foi estimulante e libertário, para muita gente.  Voltei pra São Paulo com a certeza de que o Brasil estava superando o atraso. O sentimento de que o preconceito poderia ser vencido por propostas avançadas e posicionamentos políticos claros se confirmou em 2002.

São Paulo de 2008 deveria aprender algumas coisas com Alagoas de 1998.   Pena que os próprios alagoanos desaprenderam. E muitos vencedores de 2002 também.

O que me leva a acreditar que as ondas progressistas são exatamente isso: ondas. Tem fluxo e refluxo, e quando se esvaem fica apenas a espuma. Mas é com essa espuma que teimamos em moldar o sonho de uma sociedade mais justa.

2 Responses to “O candidato gay”


  1. 1 MArco Biruel 21/10/2008 às 1:57 am

    Cara amigo Daniel, perfeita tua análise sobre as ondas progressistas.
    Vejamos São Paulo que está tentando eleger à direita, um gay travestido de conservador (ou seria ao contrário?), que ao menos poderia ser mais liberto… politicamente falando é claro… rsrs

    Parabéns!

  2. 2 Daniel Brazil 21/10/2008 às 2:05 am

    Grande Biruel, bom te ver por aqui. Arrisquei até um chavão no final, tive de me conter pra não parecer cínico.
    Escrevi um post sobre a política de São Paulo, dê uma espiada!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Arquivos


%d blogueiros gostam disto: