O diploma de Obama

Causa constrangimento ler certas comparações entre Obama e Lula, escritas por jornalistas, acadêmicos, blogueiros, etc.. Erram tantos os que dizem que “têm tudo a ver” (um certo exagero), quanto os que afirmam o contrário.

Estes últimos, obviamente mais preocupados em atacar Lula que expor motivos claros, acusam a diferença de formação entre eles. Obama estudou, cursou Harvard, está mais preparado. Será? O tempo dirá.

Lula conheceu de perto a pobreza e a dura realidade brasileira. Participou dos movimentos de redemocratização do país, liderando milhões de trabalhadores contra a ditadura. Foi eleito presidente de um sindicato fortíssimo, articulou a criação da CUT, foi deputado constituinte mais votado do país, e construiu  um partido que em 20 anos chegou ao poder.

Se tivesse voltado para os bancos da escola, teria feito tudo isso? Pouco provável. Escolheu outro caminho, e lutou por ele, com erros e acertos. Só a miopia mal-intencionada de alguns pode levar à conclusão de que “nunca fez nada”. Homens constroem seu caminho, e não existe um único. Jovens obrigados a trabalhar desde cedo não costumam ter tempo para fazer boas faculdades, privilégio dos bem nascidos.

Lula, em toda sua trajetória política, sempre dialogou com professores e técnicos de boa formação, e por causa disso tem o apoio de boa parte da comunidade acadêmica, na qual têm investido mais que seus antecessores (dados CAPES/MEC, disponíveis na rede). Este é o seu papel histórico, e não voltar pro banco da escola.

No Brasil, onde o ensino superior, com poucas exceções, beira o ridículo em termos de excelência, defender o canudo como único caminho possível é perpetuar um equívoco que já nos proporcionou muito atraso. Tantos e tantos governos desastrosos nesse país foram coordenados por doutos acadêmicos, de triste lembrança!

É evidente que certas carreiras, principalmente nas áreas de Exatas e Biológicas, não prescindem da boa formação acadêmica. Em Humanas isso é mais relativizado, até pela características mais dinâmicas  do conhecimento dito “social”. Há grandes pensadores autodidatas, e grandes líderes que nunca sentaram num bando de faculdade (a começar pelo ídolo maior de Obama, Abraham Lincoln).

Aliás, só para constar, isto não é um ataque ao ensino superior, de forma alguma. Devo à universidade os melhores anos de minha formação. Mas tem um detalhezinho: Terminei o curso em quatro anos e nunca voltei pra pegar o meu canudo. Não porque despreze o que aprendi, mas porque no mercado de trabalho onde atuo isso nunca me foi pedido, em mais de 20 anos. “Precisa-se de cineasta diplomado”. Ha ha ha!

O que vale aqui fora é criatividade, dedicação e experiência. Assim é a vida, seja para Lula ou para Obama.

* * *

Anúncios

4 Responses to “O diploma de Obama”


  1. 1 Deise 11/11/2008 às 7:30 pm

    Lindo post!

  2. 2 Charô 11/11/2008 às 8:46 pm

    É um absurdo, e creio que até mesmo um instrumento de dominação ideológica, essa idéia de que o Lula seja pouco letrado. É claro que ele venceu a desvantagem por fora. Concordo com seu ponto de vista.

  3. 3 Jane Scomparim 11/11/2008 às 8:51 pm

    Muito bem Daniel…afinal temos tantos doutores em: burrice, cretinice, charlatanice, idiotice e afins. Gostei muito. Beijos

  4. 4 Daniel Brazil 11/11/2008 às 9:56 pm

    O que me levou a escrever este post foi não agüentar ler cartas e comentários idiotas nos jornalões diários, logo após a eleição do Obama. Como tem gente recalcada e frustrada nesse mundo!
    Felizmente, com leitoras como vocês, que enxergam além das paredes da sala de aula, ainda posso manter as esperanças.
    Beijos!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: