Por falar em saci

Os amigos sabem do meu envolvimento com os sacis. Vem lá de trás, da leitura apaixonada de Monteiro Lobato, com 8 ou 9 anos. Creio ter visto mais de um no quintal da casa de minha avó, quando vinha passar férias em São Paulo.

Nos anos de juventude não pensei muito neles. Anos céticos, correndo atrás de ilusões feitas de luz. Na universidade, topei novamente com o pequeno unípede, através do filme, hoje clássico, de Rodolfo Nanni.

Em 2001, reconvertido, fiz uma peregrinação a Botucatu, para o Encontro Nacional de Criadores de Saci, patrocinado pela ANCSACI.

Durante dois dias as pessoas contam causos, tocam, dançam, comem e bebem numa quermesse onde tudo tem a cara do saci: pirulitos, bolos, salgados, souvenires. Doceiros e quituteiras vestem gorrinho vermelho, e o porco no rolete fica a noite inteira no fogo, com a turma vigiando para que o saci não faça suas traquinagens. E filosofam: “Em casa de saci, uma calça dá pra dois!”

Pouco tempo depois foi fundada a SOSACI, Sociedade Observadora de Sacis, com sede em São Luiz do Paraitinga. Defende que não se deve criar saci, os bichinhos têm de viver soltos. Não entrei na briga, pois tenho carteirinha dos dois times, criadores e observadores. Aliás, os dois lados adoram se encontrar e confraternizar!

Em 2004 organizamos um núcleo de saciólogos no saudoso Jajabar, na entrada da USP, com uma festa memorável. Escolas da região passaram a trocar o detestável haloween pela turma do saci, no dia 31 de outubro. E agora há uma campanha para que seja escolhido símbolo da Copa de 2014! A concorrência é braba, depois que lançaram o Pelezinho do Mauricio de Souza, mas pelo menos na Para-Olimpíada ele tem uma boa chance…

Originário do Vale do Paraíba, cada vez mais industrializado, é natural que o saci se esparramasse para regiões vizinhas fugindo do desmatamento. Durante os anos em que construí uma casa na praia de Juquehy, deparei com vários na Serra do Mar. O bambuzal que cerca o Rio Taquaribu é um ninhal deles, até hoje. Um dia ainda te mostro o lugar!

Quando a tia Adelaide construiu sua casa em Ilhabela, na virada do milênio, coisas estranhas aconteciam: arames que amanheciam cheios de nós, ferramentas que sumiam e reapareciam misteriosamente em lugares insólitos. Tivemos certeza de que ali havia saci.

Foi tanta convicção que a pequena rua que dá acesso à casa foi batizada informalmente de Travessa do Saci. Em 2007, a rua passou a fazer parte do mapa jurídico da prefeitura e virou oficial. E está aí, nessa foto tirada no último reveillon, para quem ainda tinha dúvida!

travessa-saci

Anúncios

6 Responses to “Por falar em saci”


  1. 1 paulow 15/01/2009 às 11:56 pm

    Adoraria morar na rua do Saci !!!
    Muito melhor do que morar na rua com o nome do primeiro rei da bélgica ! 😦

  2. 2 Daniel Brazil 16/01/2009 às 12:36 am

    Bom, pelo menos você sabe quem é o cara que dá nome à tua rua. Ainda vou contar em detalhes a história do dia em que tive de fazer uma redação, na quarta série, sobre o meu endereço.
    Neguinho que morava na Av. Getúlio Vargas deu risada. Eu morava na rua Gregório Serrão… Uma semana de pesquisa na Biblioteca, em tempos pré-Internet!

  3. 3 manuela brazil 25/02/2009 às 9:01 pm

    adoro os “sacis” e agredito que teria adorado conhecer sua avo e sua casa na “travesa do saci” como com o saci nao se brinca, vou propor a “sarkosi” de mundar o nome da minha rua quem sabe ele aceita ?
    manu brazil

  4. 4 Daniel Brazil 25/02/2009 às 10:40 pm

    Bom te ver por aqui, Manu. Um saci francês seria o máximo! Podemos levar um escondido numa garrafa e soltá-lo no no Bois de Bologne, que tal?

  5. 5 DenzelWki 02/11/2009 às 2:36 pm

    Hola people, Happy late halowen(: !


  1. 1 O design do Saci « FÓSFORO Trackback em 19/09/2009 às 2:12 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: