Acabou o Carnaval, mas…

faxineiras

As faxineiras do edifício


Surpreendentemente

(não obstante os dez mil, quatrocentos e trinta e um degraus,

os oito mil, trezentos e vinte metros quadrados de piso, as

quatrocentas e quinze vidraças e as três toneladas de lixo à

espera de varrição, transporte e limpeza)
cantam…


(Vi este texto pela primeira vez na revista de poesia A Cigarra, editada em Santo André, e achei lindo. Depois descobri que a autora era a Dalila Teles Veras, que acabou se tornando uma grande amiga. Está na antologia Retratos Falhados, que comentei alguns posts atrás.

(As faxineiras são as cariocas Isabel Cristina Teixeira Maria e Julieta Galdino Gonçalves, fotografadas por Letícia Constant.)

Anúncios

3 Responses to “Acabou o Carnaval, mas…”


  1. 1 dalila teles veras 02/03/2009 às 1:36 am

    Olá, caro Daniel
    É uma honra para a poeta contar com um leitor tão especial quanto você o é e agora a alegria em ver aqui, neste seu tão instigante blog, um dos meus poetas. Gratíssima e um forte abraço
    dalila teles veras

  2. 2 Daniel Brazil 02/03/2009 às 12:12 pm

    Ler esse poema uma vez por dia me faz bem, Dalila!

  3. 3 João Alves das Neves 28/08/2009 às 5:30 pm

    Gostaria de indicar o Blog Revista Lusofonia com o artigo da escritora Dalila Teles Veras, sobre a Lingua Pátria: http://revistalusofonia.wordpress.com/2009/08/17/a-lingua-a-patria-possivel/

    Fabíola


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: