Estômago, melhor filme de 2008

Estômago

O filme Estômago, de Marcos Jorge, foi devidamente reconhecido no Prêmio Vivo do Cinema Brasileiro, em festa ocorrida ontem, no Rio de Janeiro. Ganhou seis prêmios, um a menos que Meu Nome Não É Johnny.

Estômago é o melhor filme de ficção que vi no ano passado. Muuuito mais filme que o Johnny. História original, narrada em dois tempos de forma engenhosa, bem interpretada. Além do ótimo João Miguel, o elenco de apoio é excelente. O grupo de atores na prisão é magnífico, e Babu Santana era barbada para Melhor Coadjuvante. Filme pra ver e rever.

Johnny achei legalzinho, mas não tenho nenhuma vontade de assistir novamente. Quem nunca ouviu essa história antes? (Jovem cai na droga, se enrola cada vez mais, paga os pecados e se regenera). Além disso, tem um início bisonho, com crianças mal dirigidas, e só melhora com a entrada do Selton Mello, o Johnny adulto, que segura a onda (e levou o prêmio de Melhor Ator). Mas João Miguel é páreo duro. Já tinha achado ele ótimo em Cinema, Aspirina e Urubus, teria o meu voto.

Achei muito bom que o prêmio do júri de Melhor Longa Metragem de Ficção tenha batido com o gosto do público (Melhor Filme). Fato raro. Marcos Jorge mostra firmeza na direção (também premiada), e uma rara sintonia entre cinema de qualidade, talento narrativo e sobriedade intelectual. Ele é bom, não metido a gênio. Isso faz uma grande diferença!


Melhor Longa-metragem de Ficção Nacional:
Estômago, de Marcos Jorge
Melhor Longa-metragem Nacional pela votação do público:
Estômago, de Marcos Jorge
Melhor Longa-Metragem de Ficção Estrangeiro:
Vicky Cristina Barcelona, de Woody Allen
Melhor Longa-Metragem Estrangeiro pela votação do público:
Vicky Cristina Barcelona, de Woody Allen
Melhor Documentário
O Mistério do Samba
Melhor Filme Infantil
Pequenas Histórias
Melhor Filme de Animação – Menção Honrosa
Garoto Cósmico
Melhor Diretor
Marcos Jorge (Estômago)
Melhor Ator
Selton Mello (Meu Nome Não é Johnny)
Melhor Atriz
Leandra Leal (Nome Próprio)
Melhor Ator Coadjuvante
Babu Santana (Estômago)
Melhor Atriz Coadjuvante
Júlia Lemmertz (Meu Nome Não é Johnny)
Melhor Roteiro Original
Cláudia da Natividade, Fabrízio Donvito, Lusa Silvestre e Marcos Jorge (Estômago)
Melhor Roteiro Adaptado
Mariza Leão e Mauro Lima (Meu Nome Não é Johnny)
Melhor Figurino
Chega de Saudade
Melhor Maquiagem
Ensaio Sobre a Cegueira
Melhor Trilha Sonora
Os Desafinados
Melhor Trilha Sonora Original
Meu Nome Não é Johnny
Melhor Direção de Arte
Ensaio Sobre a Cegueira
Melhor Edição – Ficção
Meu Nome Não é Johnny
Melhor Edição – Documentário
O Mistério do Samba
Melhor Fotografia
Ensaio Sobre a Cegueira
Melhor Som
Meu Nome Não é Johnny
Melhores Efeitos Especiais
Ensaio Sobre a Cegueira
Melhor Curta-Metragem – Animação
Dossiê Rê Bordosa
Melhor Curta-Metragem – Documentário
Dreznica
Melhor Curta-Metragem – Ficção
Café com Leite

Anúncios

0 Responses to “Estômago, melhor filme de 2008”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: