Ataulfo, 100 anos

ataulfoalveseaspastoras

Eu juro que pensei em escrever algo sobre o centenário do Ataulfo Alves. Mas ontem, ao ler o indispensável Idelber Avelar, n’O Biscoito Fino e a Massa, ele me remeteu ao ótimo post da Laura Macedo. Tá tudo lá, biografia e muitas fotos. Recomendo!

Só tenho a acrescentar que o último samba do mestre foi o belo Amor de Outono, que tem uma gravação muito bonita realizada por seu filho Ataulfo Alves Jr, no disco que gravou com Elizeth Cardoso em homenagem ao pai. Adoro este samba, apesar de não ter cabelos brancos…

Só agora
Decorrido tanto tempo
É que consigo encontrar o meu amor
Agora que o outono se aproxima
Ai, mocidade, não me deixes por favor!
Meus cabelos já tiveram um dia
A cor que seus cabelos hoje têm
Só por isso dizem que sou louco
Falam que tu és louca também
Sei que me condenam sem julgar
Mas quem fala mal de mim esquece
Os nossos cabelos ficam brancos
Mas o coração não envelhece…

2 Responses to “Ataulfo, 100 anos”


  1. 1 Charô 18/05/2009 às 12:05 pm

    Taí, o único getulista que deve ser perdoado pelos serviços prestados.

  2. 2 Daniel Brazil 18/05/2009 às 12:43 pm

    Ha ha ha, boa, Charô!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Arquivos


%d blogueiros gostam disto: