Cat Stevens/ Yusuf Islam

Cat Stevens

Meu amigo Helion Póvoa, do Rio de Janeiro, me enviou uma interessante série de links sobre Cat Stevens. Quem?, perguntarão os mais novos.

Cat Stevens, nascido em 1948, surgiu no final dos anos 60 como uma das mais originais vozes do folk-rock britânico. Filho de grego com sueca, compôs canções confessionais, onde muitas vezes transpareceu o desconforto de se sentir semi-estrangeiro, diferente e inquieto. Emplacou sucessos como Morning Has Broken, Wild World, Moonshadow, Peace Train, Lady D’Arbanville, Oh Very Young  e Father and Son, que tocaram bem até em rádios brasileiras. Seu estilo musical tem pontos em comum com artistas como Paul Simon, James Taylor, Donovan ou Van Morrison.

Em 1977 Stevens se converteu ao islamismo. Um choque para o mundo artístico ocidental. Se afastou (e foi afastado) da mídia,  virando uma espécie de lenda. Provavelmente só Cassius Clay causou impacto maior quando anunciou ao mundo que se tornara Muhammad Ali.

Ficou 28 anos sem gravar, dedicando-se à família e a causas humanitárias, como o amparo aos órfãos atingidos pelo conflito entre palestinos e israelenses. Enfim, a vida de Yusuf Islam, ex-Cat Stevens, dará certamente um belo filme. E ele voltou a cantar, gravando um novo disco em 2006 (An Other Cup).

A viagem que Helion me propôs é a seguinte: Primeiro, assista um videoclip do início dos anos 70, com a música Father and Son.

Em seguida, num concerto de 1979, após a conversão, quando ainda não havia interrompido a carreira.

Num salto de quase 30 anos, vemos novamente o cantor se apresentando em Londres, em 2007, após longo período de afastamento.

Em seguida, um videoclipe recente, “A is for Allah”, de nítido perfil religioso.

Por fim, uma boa entrevista (em inglês), onde comenta sua trajetória, antes e depois da conversão. É longa, mas vale também por incluir duas versões de “Peace Train”, antes e depois.

Se tiver meia hora disponível, assista tudo. É uma boa ocasião para tentar entender a alma de um artista, sua transformação espiritual, o conflito Ocidente X Oriente, o estranhamento que o “outro lado” provoca em nós.

Se você não está interessado em nada disso, mas quer ouvir lindas canções, também valerá a pena!

Yusuf Islam

10 Responses to “Cat Stevens/ Yusuf Islam”


  1. 1 Mario Abramo 27/05/2009 às 7:31 pm

    Daniel,
    Lindo lembrar do Cat Stevens. Até hoje eu me pego murmurando coisas como “long boats are coming to take you, hold on to the shore… ”
    Serão águas passadas?
    Por falar em águas passadas, descobri um site com todos os catecismos do Carlos Zéfiro. Não coloco o link pq é “coisa feia”. Mas passo em pvt.
    Abraços

  2. 2 Daniel Brazil 27/05/2009 às 9:20 pm

    Ha ha ha, Carlos Zéfiro na rede? Vixe, essa Internet tem de tudo!

  3. 3 Charô 28/05/2009 às 8:03 pm

    Isso me lembra aquelas listas do VH1 (aquele canal para os orfãos da MTV).Sempre dão conta dessas coisas. Teve um programa chamado os 40 divórcios do pop. Ai, acho o máximo. Adoro cultura pop!

    Então… Deveria fazer isso em pvt mas… Que tal um post sobre os Jonas Brothers? Calma, explico. É para quem tem mais de 30 entender o que se passa, sabe?

    Abraço!

  4. 4 Daniel Brazil 28/05/2009 às 8:48 pm

    Charô, primeiro preciso entender o que se passa…

  5. 5 Alberto 29/05/2009 às 11:59 pm

    Helion Povoa e Daniel Brazil fazendo uma coisa juntos? Só podia dar papa fina. Fica evidente que esse mundo véio tem solução e que o paraíso é uma possibilidade.
    Abraço fraterno pros dois.

  6. 6 Daniel Brazil 30/05/2009 às 1:00 am

    Grande Alberto! Está feita a conexão Rio-SP-Brasília, em banda larga musical, literária e etílica. Apareça sempre!

  7. 7 Edi 17/08/2009 às 12:54 pm

    A boa música aquela que nos toca nunca fica velha nunca morre é eterna e Cat Stevens vai ficar para sempre.

  8. 8 Daniel Brazil 17/08/2009 às 1:03 pm

    É um dos encantos da música, Edi. Ela desaparece quando deixa de soar o último acorde. Mas continua, em outra dimensão.

  9. 9 Mariana 07/12/2009 às 12:33 am

    Olá!!
    Achei essa página falando do Cat e não podia sair dessa sem deixar um comentário,na verdade um depoimento,eu tenho 24 anos,conheci Cat quando tinha uns 16 e esse Homem é um marco na minha vida,tenho paixão por ele.
    Cat é o cara!!No meu orkut marymineira@gmail.com.br tenho vários vídeos dele se alguém quiser dar uma olhada fique a vontade,tem também comunidades.
    Beijos a todos!!
    Mariana


Deixe uma resposta para Alberto Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Arquivos


%d blogueiros gostam disto: