Conferência de comunicação

Participei, no último sábado, da Conferência Municipal de Comunicação. Mais de 300 pessoas, representando diversas entidades, na Câmara Municipal de SP, prepararam a pauta para as conferências estaduais e nacional.

Qual a importância disto? Toda. Nunca se fez no país uma discussão organizada, com participação aberta a todos os segmentos, do sistema de comunicação brasileiro. As concessões (e uso político) de rádio e TV, as outorgas, os monopólios, os mecanismos regulatórios, as novas mídias.

Por que a grande imprensa não tem noticiado algo tão importante? Medo, lógico. Querem abafar, diminuir o impacto, tornar inócuo. As bases sobre as quais foram construídos impérios midiáticos correm risco. Os métodos obscuros de criação e ampliação de jornais e redes de TV serão discutidos à luz do dia. Não é à toa que empresários do setor tentam esvaziar ou instrumentalizar os grupos de discussão.

Na abertura da Conferência, na sexta à noite, uma pessoa se destacou: Luiza Erundina. Narrou sua batalha quase solitária na Comissão de Comunicações da Câmara Federal. Falou do enfrentamento com os monopólios e com Hélio Costa, ex-funcionário da rede Globo (alguns dizem que ainda está na folha de pagamento…), colocado vergonhosamente à frente do Ministério das Comunicações pelo atual governo.

Aos 74 anos, a guerreira parece incansável. Enérgica, corajosa, destemida. Foi aplaudida várias vezes, de forma emocionante. Ainda mais depois da condenação ridícula que sofreu, esta semana, tendo seu único bem, o apartamento onde vive há anos, penhorado. Na terra de Maluf e Pitta, Luiza Erundina é condenada por ter apoiado uma greve geral contra o descalabro do governo Collor. Como o Judiciário quer ser levado a sério, agindo desta forma? Pune-se a honestidade e premia-se o ladrão, se for influente e poderoso.

Uma frase de Luiza Erundina causou impacto:

“Vinda do sertão, onde nasci e enfrentei minhas primeiras lutas, talvez vocês se surpreendam com o que vou dizer agora. Para mim, a reforma do sistema de comunicação é hoje mais importante que a reforma agrária.”

É pra pensar…

A Guerreira

Anúncios

4 Responses to “Conferência de comunicação”


  1. 1 dalila teles veras 16/11/2009 às 1:41 am

    Olá, Daniel
    Vejo, com muita alegria, você citar aqui a fala da velha guerreira Luiza Erundina, nossa reserva moral na política (uma das poucas). É realmente vergonhoso constatar os pesos e as medidas na “moralização” dos gastos públicos (!!!). Vejo também, com redobrada alegria, a mobilização citada na área das comunicações. Parabéns da leitora
    dalila

  2. 2 Daniel Brazil 16/11/2009 às 3:56 pm

    Grande Luiza Erundina! Uma das poucas pessoas públicas deste país que pode andar tranquilamente pelas ruas, sem ser acusada disto ou daquilo. Figura rara e preciosa.

  3. 3 neuza pinheiro 17/12/2009 às 5:41 pm

    Salve, Daniel!
    faz tempo q não passo por aqui, tomar banho de Luz.
    às vezes deixo de passar até por mim, querido amigo
    Respeito demais Luiza Erundina.
    Em 92(último ano da administração “erundiana”) trabalhei na Secretaria da Educação, sob a lucidez de Mário Sérgio Cortella, um grande cara. Foi um tempo feliz. Abraço!

  4. 4 Daniel Brazil 17/12/2009 às 7:05 pm

    Estávamos no mesmo barco, Neuza! Navegando na borrasca dos sonhos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: