Marina e a ilha

Equilibrada e digna a posição de Marina Silva sobre a polêmica envolvendo Cuba, que motivou ataques hidrófobos de boa parte da imprensa brasileira. Disse ela, em sua coluna na Folha de SP de 01 de março:

“Os recentes acontecimentos em Cuba, com a morte de um dissidente após prolongada greve de fome, trazem de novo à tona duas posturas opostas.

A que se sente constrangida, mas não tem coragem de fazer a necessária crítica política ao regime, com base no compromisso com a observância dos direitos humanos, do direito à informação e da liberdade de expressão e opinião. E a que se aproveita da ocasião para, como faz sempre, desqualificar totalmente Cuba, desconsiderando o marco histórico continental e global que foi a rebelião vitoriosa, em meados dos anos 50 do século passado, contra o jugo corrupto e brutal de Fulgêncio Batista, exercido com o beneplácito dos Estados Unidos.”

Marina cita as conquistas do povo cubano nas áreas de saúde e educação, comparando com o resto da América Latina. Avanços, aliás, conseguidos apesar do bloqueio comercial e econômico mantido pelos EUA, desde 1962. Onde o Grande Irmão do Norte apoiou e fez governos, morrem crianças de desnutrição e grassa o analfabetismo…

Ao mesmo tempo em que pede o fim do vergonhoso bloqueio, Marina cobra postura firme da esquerda em relação à democracia, liberdade e justiça social em Cuba.

É a mesma coisa, de lado a lado. Os inimigos de Cuba se calam sobre Guantánamo, o cantinho da ilha onde os EUA torturam seus inimigos. Os amigos de Cuba se calam sobre o cerceamento da opinião e dos direitos humanos no país. Já passou da hora da esquerda democrática mundial discutir a sério a questão cubana, cobrando mudanças de rumos para que as conquistas sejam preservadas. Isso inclui a esquerda brasileira, claro!

Nesse ano de campanha eleitoral, onde a guerra suja feita pela grande imprensa se soma às calúnias divulgadas pela internet, não é fácil encontrar o ponto de equilíbrio. Mas é preciso buscar, sempre. Em nome “da beleza, da verdade e da justiça”, como dizia aquele angustiado personagem de Glauber Rocha. Era 1967 (Terra Em Transe), mas continua atual.

Anúncios

5 Responses to “Marina e a ilha”


  1. 1 dalila teles veras 04/03/2010 às 10:13 pm

    Caro Daniel,
    Bem lembrada e evocada a sempre coerente e íntegra Marina. Marina-Ilha num continuente de incongruências humanas.
    abraços e admiração da
    dalila teles veras

  2. 2 Daniel Brazil 05/03/2010 às 10:37 am

    Não concordo com todas as posições da Marina, Dalila, mas é preciso aplaudi-la pela posição assumida. Sei que muita gente boa do PT também se sente incomodada como o silêncio da direção partidária sobre a questão cubana.
    O pessoal da Casa da Cidade está organizando um bem vindo debate sobre o tema. Darei notícias aqui no Fósforo!

  3. 3 Hugo Brasil 09/03/2010 às 11:08 pm


    Uma concordancia, burra, mas sincera, seria melhor que uma indiferença hipócrita.

  4. 4 Hugo Brasil 09/03/2010 às 11:23 pm


    O que acho é que em Guantanamo, estão presos, em condições sub-humanas, radicais, que do exterior atacaram os USA, nada justifica a tortura lá feita.

    No restante de toda a Cuba, aqueles que estão presos em condições sub-humanas, não são estrangeiros, mas cubanos.

    Não vai aqui justificar um erro com outro, ao contrário, uma constatação.

    Isso deve ser condenado.

    Seja o governo de direita ou esquerda.

  5. 5 Daniel Brazil 10/03/2010 às 9:20 pm

    As pessoas em geral raciocinam de forma dualista e simplória. Nem todo defensor de Cuba é comunista. Ou melhor: Nem todo crítico do imoral bloqueio americano é um comunista.
    Por outro lado, nem todo crítico do sistema cubano é um imperialista ianque.
    Há uma enorme gradação de visões entre uma e outra posição, mas os velhos discursos tendem à polarização absoluta. Como há 50 anos…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: