Um piquenique de domingo

Uma das coisas mais perversas da vida numa cidade grande é o gradativo isolamento a que somos levados no dia a dia. A rua deixa de ser lugar de convívio, como era desde a antiguidade, para ser lugar de conflito. No máximo, de passagem.

Conhecer os vizinhos, brincar com as crianças, colocar uma cadeira na calçada e exercer a vital arte da conversa é coisa de interior, de cidade pequena. E faz tão bem que quem sai de lá sente falta. E quem cresceu na metrópole não percebe como isso nos torna mais humanos, fraternos, sociáveis.

Felizmente, convivo com gente que não se conforma com esse esvaziamento dos lugares públicos. Desde o pessoal que anima os movimentos do Butantã, e que neste domingo ocupou a Praça Elis Regina, até a turma do Movimento Boa Praça e do Piquenique Perto de Casa, ou Piperca.

E neste domingo gelado e garoento atendi ao convite de minha amiga Neide Rigo para me juntar à turma do piquenique. O antepasto de jaca verde que preparei na véspera ficou estranho, mais escuro que o normal. Não estava ruim, mas ficou feinho, fiquei com vergonha de mostrar. Em vez disso, levei um pote de geléia, feita com as laranjas do jardim aqui de casa.

E não é que encontro mais amigos, ao chegar na praça? A Verônika, na casa de quem já ouvi um delicioso concerto do Trio Viralata. E a família Weidebach, que levou uma bandeja de bombocados recém saídos do forno.

Sobre a toalha, um monte de guloseimas. O pão de nozes da Neide é algo indescritível, mas ela vai  ensinar amanhã, no Come-se. E queijos, patês, kefir, tortas doces e salgadas, sanduíches, sucos, chás e uma boa garrafa de vinho.

Com a temperatura beirando os dez graus, fomos salvos do congelamento pelo Paulo W, que trouxe uma providencial pinga de cambuci, curtida em casa. Até quem não bebe cachaça arriscou um golinho e não se arrependeu.

Outros piqueniques virão. E saraus, festas juninas, julhinas, agostinas… Momentos de feliz cidade.

Anúncios

12 Responses to “Um piquenique de domingo”


  1. 1 paulow 16/08/2010 às 3:54 pm

    Se cada praça tiver um grupo destes, como ficará nossa cidade? Uma alegria só !!!!!!!!

  2. 2 Daniel Brazil 16/08/2010 às 6:49 pm

    E se cada grupo tiver uma família dessas, será ainda melhor. Ainda bem que alegria não paga imposto!

  3. 3 dalila teles veras 16/08/2010 às 10:59 pm

    Puxa vida! mas que sincronicidade! Por estes dias, lia um livro para meu neto Filipe, de dois anos, que falava de piquenique e ele, como não participou ainda de nenhum, demonstrou uma certa indiferença a respeito. Foi quando falei para minha filha sobre a necessidade de fazermos um piquenique com ele, observarmos a marcha das formigas, comermos na relva, socializarmos quitutes, tudo isso, enfim, que faz parte do espírito de uma atividade como essas, que você tão bem resgata e valoriza. Morri de (boa)inveja. Acho que, ao invés de fazermos no sítio, como planejamos, bom mesmo será arrumarmos uma praça pública por aqui, neste subúrbio que privilegia o automóvel, como ato simbólico de resistência ao bem (con)viver. Abraço forte da leitora
    dalila

  4. 4 ana maria 17/08/2010 às 10:34 am

    Hábitos de convívio com vizinhos, convescotes e outras reuniões simples pra jogar conversa fora estão se perdendo até nas pequenas cidades de interior. Moro há 11 anos em uma quase vila e nunca vi as cadeiras nas calçadas. Nas praças tem os jovens pra curtir um som altíssimo e os bêbados de plantão.
    A tv e a internet estão distanciando as pessoas em qualquer lugar. Parabéns pela iniciativa diversificada de resgatar essa boa tradição.

    Ana Maria

  5. 5 Angela 17/08/2010 às 11:57 am

    Oi!como leitora assídua da Neide, vi seu link e agora estarei aqui com certa frequencia pra te pertubar! Já estou procurando o livro recomendado, andar de bêbado!

  6. 6 Marcos 17/08/2010 às 4:47 pm

    Oi, Daniel
    Gostei muito de conhecê-lo lá no piquenique e também gostei bastante deste seu blog, visitarei você com frequência!
    Um abraço
    Marcos

  7. 7 Penélope Martins 18/08/2010 às 12:44 pm

    Eu faço piqueniques com filhos, amigos, filhos dos amigos, cachorros e coisa e tal! Ai que bom… Hei Dalila, vamos ao parque conosco? Hei Daniel, não quer vir também? Beijo,

  8. 8 Daniel Brazil 18/08/2010 às 7:38 pm

    Puxa, pelo jeito vamos ter vários piqueniques, em breve! Em setembro a temperatura está mais agradável. A primavera alegrará o mês de outubro. Vamos lá?
    Marcos, foi um prazer. Conheço teu blog também, e gosto de beber inspiração daquela fonte. Poesia é um inutensílio indispensável.

  9. 9 Marcelo Mariano 31/08/2010 às 12:29 am

    Conheço as artimanhas deste Paulo W., leva pra um piquinique e depois apresenta a marvada, a cachaça envelhecida, a dita cuja servida em copos minuscúlos e acompanhada de frangos, queijos,carnes e azeitonas roxas. Fora W. !

  10. 10 Daniel Brazil 01/09/2010 às 9:20 pm

    Grande Paulo W!

  11. 11 Jane 03/09/2010 às 1:27 pm

    Daniel,
    fiz a geleia de laranja seleta ensinada por vc. Colhi as laranjas do pé que fica no quintal da casa da minha mãe, deixei de molho como vc indicou e ficou 10! A cor ficou linda e o sabor maravilhoso!!
    E falando em piquenique, eis o meu passatempo favorito com meu filho. A primavera é a estação que mais gosto de fazer, porque o tempo fica ideal. É um programa baratinho, pois eu levo para comer o que eu mesma faço,a criançada adora correr, descobrir novos insetinhos e o relax é total!! É ouvir um canto de passarinho, observar uma nova flor brotando e se deliciar.
    Parabéns pelo blog e pela receita!

  12. 12 Daniel Brazil 05/09/2010 às 11:47 pm

    Boa, Jane! Esta semana farei nova rodada de geléia (deve ser a última do ano). Nada substitui o prazer de tratar com carinho os frutos da terra, com as próprias mãos. E novas floradas virão!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: