O cavaquinho do Marcel

Ando entusiasmado com a vitalidade do movimento musical paulistano, principalmente em relação ao choro. A diversidade de estilos, a geração de novos instrumentistas e a riqueza das composições inéditas é impressionante. Na semana passada, o show de lançamento do Panorama do Choro Paulistano Contemporâneo foi um sucesso total.

Novos grupos, novos sons. Um jovem músico que vi amadurecer tocando em rodas de choro no saudoso Jajabar, no Butantã, me convidou outro dia pra assistir seu show de estréia. Marcel Martins toca cavaquinho, sabe tudo de samba e choro, e também compõe. Fui esperando uma coisa, e ouvi outra!

À frente de um grupo afiadíssimo*, Marcel puxou o cavaquinho de 5 cordas e debulhou temas de Tom Jobim, Guinga, Radamés, Gismonti, Pixinguinha, Hermeto, Jacob e outros feras, mostrando que a boa música não tem limites. E que músico que cresce tocando choro, toca tudo: é o jazz brasileiro, com direito a todos os improvisos. Olho nele!

*Pimpa Moreira (bateria) Renato Vidal (percussão) Gabriel Deodato (violão 7 cordas) e Jopa(trombone).

Anúncios

3 Responses to “O cavaquinho do Marcel”


  1. 1 Penélope Martins 30/03/2011 às 11:27 pm

    felizmente minha avó educou meus ouvidos para o chorinho, embalando meu coração com a alegria contagiante do cavaco. sejamos paulistas assim. beijo grande,

  2. 2 Daniel Brazil 04/04/2011 às 11:34 pm

    As avós eram sábias, Penélope! Será que isso se transmite?


  1. 1 O cavaquinho do Marcel « FÓSFORO | iComentários Trackback em 30/03/2011 às 10:33 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: