A eterna mobilização

 Uma semana sem postagem, e a nuvem de informações anda cheia de raios e gorda de tempestades. Código Florestal, explicações de Palocci, sofrimento na Palestina, eleições no Peru, Grécia pede socorro à esquerda, Portugal aderna para a direita, assassinatos de lideranças rurais que denunciam desmatamento ilegal…

Cada vez mais, no mundo em que vivemos, o preço da liberdade é a eterna mobilização. Se vacilar, não pode isso, não pode aquilo, e ficar sentado na frente do computador não resolve nada. Os gregos (da Antiguidade) estavam certos: é preciso ocupar as praças, as ruas, os salões do poder, para defender a liberdade. Reparou que a verdadeira liberdade é totalitária? Não admite que nenhuma força se oponha a ela. Pense nisso, mas não enlouqueça.

Pra fechar o assunto do último post, veja como foi a Passeata pela Liberdade de Expressão, na reportagem feita pelo Arsenal.

                Tudo isso foi causado pela marcha anterior, onde a polícia de SP atacou os manifestantes com bombas e cassetetes.

Anúncios

0 Responses to “A eterna mobilização”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: