O Rapto das Sabinas/ A Curra

O rapto das Sabinas é um episódio lendário que teria ocorrido na época da fundação de Roma. O exército chefiado por Rômulo captura mulheres da tribo dos sabinos, que viviam na região, dando início a uma série de conflitos.

Há várias representações do Rapto na história da pintura. Uma das mais célebres foi feita por volta de 1635, pelo pintor flamengo Rubens (1577/1640).

Em 1966, no Brasil, a pop art dava seus primeiros passos. A paródia, a citação e as referências políticas começavam a aparecer nas obras dos jovens artistas da época. Um deles, Lênio Braga, partiu da obra de Rubens para fazer uma pouco sutil crítica à ditadura militar do período. O quadro de 1,30 x 1,30, chama-se A Curra. Os cavaleiros são substituídos por soldados em tanques de guerra, que seqüestram duas mulheres nuas. Uma é verde, a outra amarela.

 Previsto para ser exposto na Bienal de São Paulo, em 1967, o quadro foi censurado, assim como uma série de gravuras que representavam gorilas fardados. O artista entrou para o rol dos mal vistos pela ditadura, e teve obras recolhidas e “desaparecidas”. Não chegou a ver a volta da democracia, pois morreu em 1973, aos 42 anos.

Só hoje me toquei que Lênio Braga teria completado 80 anos em junho de 2011. Desculpe aí, cara! (Nunca consegui chamar meu pai de “velho”!)

Anúncios

23 Responses to “O Rapto das Sabinas/ A Curra”


  1. 1 Heitor Amílcar 27/07/2011 às 9:29 pm

    Daniel: gostei muito desta postagem. Não conhecia o Lênio Braga nem o trabalho dele, mas o teu texto traça emocionante apresentação de ambos. Junto com o final arrebatador, o inevitável lamentar deste leitor pela passagem tão breve dentre nós deste “cara”. Obrigado por ter compartilhado conosco a recordação desta figura (certamente) tão querida tua! Abraço.

  2. 2 Ed Paiva 27/07/2011 às 9:38 pm

    Daniel, desconhecia a versão de Lênio Braga para o Rapto das Sabinas, de Rubens. Muito apropriada a releitura da obra. Parabéns pelo texto e, se possível divulgue mais o trabalho de Braga.
    Abraço!
    ED

  3. 3 Jussara 27/07/2011 às 9:57 pm

    Bela lembrança! Sempre vou lembrar dele jovem e sorrindo.
    bjs
    Jussara

  4. 4 Medina 28/07/2011 às 1:58 pm

    Muito legal! Tem mais? Abç.
    E o Livro?

  5. 5 Daniel Brazil 28/07/2011 às 2:08 pm

    Obrigado a todos pelos comentários. Postarei mais coisas de Lênio Braga, em breve.
    O livro deve sair este ano, Medina. Estou pensando no próximo!

  6. 6 dalila teles veras 31/07/2011 às 10:55 pm

    Olá, caro Daniel
    Também gostei muitíssimo deste seu delicado post. A arte de Lênio merece maior divulgação. Esta obra é fantástica e bem se pode imaginar o impacto naquele período sombrio e tão recente de nossa história. Aguardo mais. abraço
    dalila

  7. 7 Maria 01/08/2011 às 11:23 am

    Aliás, e este quadro, em que parede repousa?
    Lindo o texto. Adorei. Beijo!

  8. 8 alalmaslmir almas 01/08/2011 às 3:24 pm

    ai, Daniel, legal este post sobre seu pai. bota mais coisas dele aqui, vai.

  9. 9 Daniel Brazil 01/08/2011 às 3:38 pm

    O quadro está na casa de minha irmã Cristina, em Campos do Jordão. Já passou por outras mãos, há um certo rodízio familiar. O conjunto da obra está pulverizado, em mãos de particulares.
    Falarei um pouquinho mais, aguardem!

  10. 12 VALMIR DE JESUS BRITO 17/01/2012 às 1:31 pm

    Excelente passeio no mundo das artes. Parabéns, Daniel. Abraço! VALMIR BRITO, Salvador-BA – felizmente@hotmail.com

  11. 14 orioqueorionaove 03/05/2013 às 7:07 am

    Prezado Daniel,
    Bom dia! Tudo em paz? Pelo que pude perceber, és filho do pintor Lenio Braga, cuja pintura muito admiro. Fui por um tempo curador do Acervo CAIXA no Rio de Janeiro, e queria te informar – para quando fores organizar uma exposição sobre ele, quem sabe – que a CAIXA tem, no mínimo, uns quatro lindos quadros dele, de temática circense.
    Um abraço,
    Luiz Eugenio Teixeira Leite

    • 15 Daniel Brazil 03/05/2013 às 1:08 pm

      Obrigado pelo contato, Luiz Eugenio. Ótima informação, está registrada. Aliás, você é parente do grande crítico José Roberto Teixeira Leite?

  12. 17 Daniel Brazil 03/05/2013 às 1:31 pm

    Logo desconfiei! Claro que nossos pais se conheceram, nos anos 60. Lembro de ouvir Lênio falando com muito respeito sobre “a peça”. Abraço,

  13. 18 Ronaldo Bertacco 16/02/2014 às 2:49 pm

    Olá Daniel Brazil. Há um acervo bem volumoso da obra de Lênio Braga nas mãos de Celeste Puissant, em Salvador, BA. Você conhece essa pare a obra? Do que vi gostei muito, inclusive o “Brucutu” que faz pare do acervo do MAM, Solar do Unhão. Como artista plástico admiro a coragem do teu pai e os painéis de Feira, Jequié e Conquista. Ele morreu de que e em que ano? Aguardo resposta com grande abraço.

    Ronaldo Bertacco

    • 19 Daniel Brazil 25/04/2016 às 11:07 am

      Estamos em contato com Celeste, Ronaldo. Você pode saber mais sobre ele no site http://www.leniobraga.com.br/, criado por seus filhos. Lenio morreu de complicações pós-operatórias decorridas causadas um apêndice supurado (provavelmente infecção hospitalar), no Rio de Janeiro, em 1973.

  14. 20 Carlos Adriano 24/04/2016 às 10:42 am

    Tenho interesse em conhecer ainda mais sobre o pintor, poderia me indicar leituras? Parabéns pela divulgação. O livro sobre Lênio Braga já saiu?


  1. 1 O Rapto das Sabinas/ A Curra « FÓSFORO | iComentários Trackback em 10/08/2011 às 4:30 am
  2. 2 As novas sabinas « FÓSFORO Trackback em 28/08/2012 às 12:13 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: