Eu estive aqui, parte 4

Você esteve lá?

Quando esta pergunta é feita, a maior parte das pessoas fala de cidades, eventos, festas, shows, etc. Há uma referência implícita a pessoas, multidões, conglomerados humanos. Mas quando utilizam a linguagem visual (fotografia, vídeos, desenhos, etc.) mostram paisagens, monumentos, prédios históricos, obras de arte, museus, de preferência retratados sem gente na frente. Por que gente é tão importante na nossa vida mas excluímos de nosso álbum de viagens?

Eu me questionei, observando as fotos anteriores. Os textos até falam de gente, mas as fotos mostram pouco… E se invertêssemos o método? Nosso álbum de viagens poderia ser assim:

CriançasEsta foto foi feita numa aldeia do rio Tapajós, em 2005, onde foi instalado um primeiros telecentros do país alimentado por energia solar. Os computadores ficavam numa espécie de palafita, e só os jovens (e adultos) em idade escolar podiam  ter acesso. Como o chão era todo de terra, as sandálias ficavam lá embaixo. As indiazinhas também…

Paris  53As ruas de Paris, no auge do verão, são coalhadas de artistas. Músicos, dançarinos, atores, pintores, desenhistas, prestidigitadores. Minha irmã caçula, Manuela, mora lá há muitos anos. Nunca vou esquecer de certa tarde em Montmartre, quando entornamos vários pressions (chopes) numa esquina, e um pouco abaixo de nossa mesa, situada numa pequena varanda,  um artista de rua retratava turistas. Vi novos retratos surgirem em minha frente, dois ou três por hora, e isso se fundiu de tal forma com nossa conversa que hoje são coisas inseparáveis na minha memória. Manu falando de nosso pai (que era pintor), e pessoas posando na calçada.

Muqui Esc3Nos cafundós de Minas Gerais, na fronteira com o Espírito Santo, há cenários incríveis. Região montanhosa, cheia de cachoeiras, com lavouras de café, plantação de gado, criação de cana… (êpa!). Fazendo um documentário sobre cooperativas rurais, conheci a cidade de Muqui (ES), onde a prefeitura compra toda a produção de assentados do MST para servir nas creches. Que muitas vezes acolhem os próprios filhos dos assentados, claro! A paisagem é linda, a cidadezinha um primor, mas a imagem que vou levar pra sempre na lembrança é essa.

Princesas no BarTem muita criança no meu relato de viagem? Bem: pra não parecer apelação, vamos mostrar gente grande. Belém do Pará, Fórum Social Mundial, janeiro de 2009. Uma delegação africana (sei lá de que país!) trouxe algumas princesas que atraíam a atenção de todos. Não parece que a moça lá do fundo está morrendo de inveja? Toda vez que vejo esta foto, tenho vontade de dizer “Relaxe, você pode ser bonita também. Basta sorrir!”.

Mineiro de CarvãoFalei das minas de carvão de Criciúma (SC), há pouco tempo. E, bestamente, coloquei uma foto minha. O que aquilo mostra, de fato, do que é uma mina de carvão? Nada. Apareço limpinho, à luz do sol, olhando para a câmera. A verdade nas profundezas da terra é outra. Pra fazer a foto acima, descemos 300 metros e andamos quase 4 km por túneis, até chegar à frente de trabalho. Presenciei explosões subterrâneas de dinamite, andei nos barulhentos e poluentes tratores, enfiei o pé na lama, passei mais de 8 horas debaixo da terra. E nada simboliza tanto aquele universo quanto esta foto. Gente diz tudo.

5 Responses to “Eu estive aqui, parte 4”


  1. 1 Marli Belloni 10/04/2013 às 11:47 pm

    Muito bonito, Daniel. Parabéns.

  2. 2 Maria Alzira Paiva Soares 11/04/2013 às 6:49 pm

    Linda matéria e fotos, onde você valoriza as pessoas Daniel. Nada melhor mesmo que a experiência com pessoas e a apreciação delas no cotidiano… Pena que nem sempre elas ficam a vontade quando miradas por uma máquina… Mas parece que você conseguiu espontaneidade. Muito legal!

    • 3 Daniel Brazil 11/04/2013 às 10:15 pm

      Obrigado, Maria Alzira! Não é uma ideia original, bons fotógrafos fazem isso há décadas: contar histórias através de imagens (de pessoas). Apenas percebi que amadores como nós também podem fazer isso…

  3. 4 José Artur Medina 14/04/2013 às 12:47 pm

    Achei que era você à primeira vista.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: