Os bilhões eleitorais

Dinheiro

Uma das coisas mais patéticas do discurso do Alckmin (e de outros candidatos que já ocuparam cargos executivos) é a obsessão por números bombásticos. Nos debates, quando alguém faz críticas à (péssima) educação pública no Estado de SP, ele sempre reage dizendo “investi x bilhões na Educação no meu mandato, e vou investir mais y”.

Para mim, isso é declaração de incompetência. Se o cara dissesse “Gente, eu só tinha cem mil reais pra investir, isso é o que deu pra fazer!”, o eleitor até elogiaria o esforço. “Puxa, com tão pouco dinheiro, não dava pra fazer coisa melhor, mesmo. O cara tá sendo honesto!”

Mas… bilhões? Quanto mais ele aumenta a cifra, mais incompetente parece. Ou todo esse dinheiro foi mal aplicado, ou foi desviado. Como “investiu” tantos bilhões e a educação piorou? São Paulo tem índices piores que o Piauí, no ensino básico. Alguém explica? O fascínio por números gigantescos encobre a pobreza de resultados. Aplausos para o bravo estado nordestino, que certamente tinha menos grana, mas investiu muito melhor.

E isso vale para o Metrô, a habitação, o saneamento básico, etc. Os marqueteiros continuam enfiando números pomposos goela abaixo do eleitor. E este não percebe que quanto mais dinheiro mal investido, pior para todos. E nem os outros pleiteantes, nos debates, percebem ou exploram esta contradição. Vamos acordar?

0 Responses to “Os bilhões eleitorais”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: